Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

ATSB confirma que seção do flap achado na Tanzania é do voo MH370


A ATSB (Australian Transport Safety Bureau) confirmou que um grande pedaço de destroço de um Boeing 777 encontrado na costa da Tanzânia em junho é do voo MH370 da Malaysia Airlines que caiu em 2014.

"É uma parte do flap direito de um Boeing 777, originado da aeronave da Malaysia Airlines matrícula 9M-MRO", disse o ATSB em uma atualização de 15 de setembro.


A seção foi encontrada por moradores em Pemba Island, ao largo da costa da Tanzânia, África em 20 de junho de 2016. Inicialmente foi identificado a partir de imagens como uma parte interna de um flap de um Boeing 777 e, na chegada ao ATSB, a identificação preliminar foi confirmada.


"Um carimbo da data associada com um dos números de peças indicados na fabricação em 23 de janeiro de 2002, junto com a
data de entrega de 31 de maio de 2002 são do 9M-MRO", disse o ATSB. "O fabricante italiano da parte recuperada confirmou que todos os números estão relacionados com o mesmo número de série que foi enviado para a Boeing. O 777 número de série 404 foi entregue à Malaysia Airlines e registrado como 9M-MRO."

A ATSB vai agora estudar a parte para ver se pode tirar alguma conclusão sobre o estado do flap quando se separou da asa. "Esta informação pode contribuir para uma maior compreensão do cenário do acidente", disse.


Este é o quinto item (formalmente chamado de Part Number 5) que a ATSB confirmou como sendo de, ou quase certamente do voo MH370, que desapareceu em 08 de março de 2014 na rota de Kuala Lumpur para Pequim com 239 passageiros e tripulantes a bordo.


Os outros quatro itens compreendem outra parte do flap, parte do estabilizador horizontal, um segmento do motor e um segmento do painel da cabine principal associado com a porta do closet R1, no qual a ATSB concluiu que eram "quase certamente" da Malaysia Airlines 777 . A peça número 5 é o primeiro item que a ATSB identificou como sendo de MH370.


A agência de investigação de acidentes aéreos francês BEA também confirmou que um flaperon, encontrado na Ilha da Reunião, em 29 de julho de 2015, era do MH370.


Em uma atualização de 14 de Setembro, sobre a busca subaquática do MH370, a ATSB disse que mais de 110.000 quilômetros quadrados do fundo do mar do sul do Oceano Índico tem sido pesquisada até agora. Toda a área de busca de 120.000 km quadrados será concluída  dezembro de 2016.


"Ministros fizeram um grande esforço para explicar que isso não significa o término da busca. Caso nova informação confiável que possa identificar a localização específica da aeronave, serão usados para determinar os próximos passos", disse.

Imagem (no detalhe): Crédito ATSB
Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário