Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Aéreas anunciam cortes de voos em aeroportos do Paraná


Sob a justificativa de 'ajustar a malha' devido à atual crise econômica enfrentada no País, companhias aéreas em operação no Paraná anunciaram cortes de voos diretos entre Curitiba e os principais aeroportos do interior.

A TAM informou que suspenderá os voos diretos entre Curitiba e Londrina a partir do dia 27 de março. A partir desta data, o trecho de ida e volta da capital contará com escalas em Congonhas e Guarulhos, São Paulo. A viagem, que demorava cerca de 40 minutos, agora pode levar de três horas e 45 minutos até oito horas e 25 minutos, de acordo com a escala.

Na mesma data a companhia vai suprimir voos entre Curitiba e Foz do Iguaçu. Desde 14 de fevereiro, a empresa também reduziu de três para dois o número de frequências diárias na rota Curitiba-Rio de Janeiro.

Em nota, o grupo LATAM se justificou dizendo que 'anteviu a retração da demanda no Brasil e iniciou seu movimento de ajuste da malha aérea. A medida foi tomada diante do cenário econômico desafiador de curto prazo no país, provocado pelo aumento da inflação e pela alta do dólar em relação ao real, resultando em uma forte desaceleração do setor aéreo'.

A Azul, que prevê uma redução de 7% no tráfego em 2016, também já fez cortes. Neste mês caíram de quatro para três os voos diários entre Londrina e Curitiba. O mesmo número de voos foi mantido entre a capital e Maringá. Cascavel também terá um voo a menos para Curitiba e Campinas, permanecendo com três voos diários para a capital e dois voos diários para o interior de São Paulo.

Em fevereiro a companhia já havia deixado de operar uma ligação semanal entre Londrina e Presidente Prudente, que ocorria aos sábados e fazia conexão para Recife (PE).

A Gol, que projeta reduzir o número de decolagens domésticas em até 6% no primeiro semestre deste ano, cortou a oferta do voo direto entre Londrina e Curitiba, que saía do aeroporto José Richa às 13h50. Agora, a única alternativa direta da companhia é o voo diário com saída às 6h de Londrina e retorno às 23h05 de Curitiba. Ainda assim, a primeira opção não opera aos domingos e a rota inversa não é feita aos sábados.

Aumento do ICMS

A queda no número de voos causou polêmica na semana passada na Assembleia Legislativa, quando deputados apontaram o aumento do ICMS sobre o querosene da aviação como causa da redução.

As empresas, no entanto, disseram que a diminuição não está necessariamente ligada ao ICMS, mas sim à alta do dólar e à crise econômica. A TAM informa, no entanto, que o ICMS impacta no preço da passagem. No fim de 2014 o governo de Estado subiu o imposto que era de 7% para os atuais 18%. A medida fez parte do ajuste fiscal.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário