Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Google diz que queda de balão no Amazonas foi programada


A empresa Alphabet, que é dona do projeto Loon, que visa levar internet para regiões remotas e população de baixa renda no mundo inteiro, informou que a queda do balão registrada na última segunda-feira, em uma comunidade em Autazes, não foi um acidente. A empresa, que é parceira do Google, explicou que após um voo de rotina coordenou o controle de tráfego aéreo e gerenciou a descida do equipamento.

“Coordenamos com o controle de tráfego aéreo local para gerenciar a descida segura e lenta do balão para uma parte remota de Manaus, próximo à Comunidade Pauru”, explicou a empresa por meio de nota.

Ainda de acordo com a empresa, uma equipe já está a caminho para recuperar o balão, e pediu desculpas pelo “incidente”. “Agradecemos a hospitalidade da comunidade local, e desculpas pela surpresa!"

O balão do projeto Loon foi encontrado na comunidade Supuranga, em Autazes (distante 113 quilômetros de Manaus) na manhã da última segunda-feira (27).

De acordo com testemunhas, o balão foi encontrado por moradores do local em uma área de mata, mas ninguém ficou ferido. O acidente chamou a atenção dos moradores, que temem que outros acidentes dessa natureza se repitam em áreas onde há moradias.

De acordo com o site do Loon, lançado em 2014 no Brasil, o projeto é uma rede global de balões de altitude elevada que tem o de levar conectividade a áreas rurais e remotas. Os balões sobem da mesma forma que os balões meteorológicos até atingirem a estratosfera, onde flutuam a uma altitude de 20 km (65.000 pés), a uma distância segura em relação às altitudes utilizadas para aviação.

Enquanto os balões de ar estouram após poucas horas de voo, os balões do Loon são feitos para sobrepressão, o que faz com que durem muito mais tempo. Os balões do Loon também são exclusivos porque podem usar o vento para viajar até onde for necessário, podem se coordenar com outros balões e por contarem com componentes eletrônicos totalmente alimentados por energia solar.

Balão já está em poder da polícia

No dia 27 de fevereiro, segunda-feira, a Polícia Militar de Autazes foi comunicada pelos moradores identificados como Jonas e Ezequias, que no dia 25, sábado, um balão com equipamentos parecendo um “satélite” caiu nas proximidades da Comunidade Açupuranga, km 39 da AM 254, Estrada de Autazes (84.25 km Distância em linha reta da capital), na Comunidade Pauru.

Uma equipe de policiais militares se deslocou até o local, com apoio dos comunitários e conseguiram conduzir o equipamento que pertencente à empresa Google, até o Posto Militar, onde aguarda o resgate do material, pela proprietária. Um dos responsáveis pelo equipamento fez contato com o comandante da Companhia da PM para viabilizar a entrega do equipamento.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário