Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Israel treina pilotos do F-35I para voar com escolta dos F-16I

 

Um elo único se formou entre os esquadrões "Golden Eagle" e "Negev" da Força Aérea Israelense: além de voarem juntos, os esquadrões estão ambos participando do processo de integração do F-35I Adir.

O F-35I Adir tem realizado voos em Israel por mais de dois meses e o barulho de seu motor tornou-se um som familiar. O interessante é que o caça furtivo muitas vezes voa ao lado do F-16I Sufa, que foi o mais moderno avião de caça da Força Aérea de Israel até a chegada do Adir. O voo em conjunto não é coincidência. Na verdade, o Esquadrão"Negev", que opera o Sufa, opera como um esquadrão de escolta para o Esquadrão "Golden Eagle", que está em processo de integração do Adir.

"A razão pela qual decidimos cooperar com um esquadrão de escolta foi uma lição que a USAF ensinou", compartilhou o tenente-coronel Yotam, comandante do esquadrão "Golden Eagle". "Os jatos Sufa voam ao lado do Adir em quase todas as surtidas. Na verdade, há aviões, membros da tripulação aérea e equipes técnicas do esquadrão "Negev" na Base Aérea de Nevatim a qualquer momento, a fim de nos apoiar. Não é uma operação fácil, mas toda a força aérea dá apoio."

Atualmente, existem apenas dois caças furtivos Adir na Força Aérea de Israel e a conclusão dos treinamentos de voo com jatos Sufa contribui profundamente para o exercício de treinamento. "A eficácia do exercício aumenta quando há outras aeronaves ao nosso lado", explicou o tenente-coronel Yotam. "Além disso, temos outra vantagem: o Esquadrão Negev é um esquadrão com aeronaves biplaces, e então quando voamos ao lado do Sufa, temos um guia que nos escolta no céu".


"O pessoal do Esquadrão Negev está totalmente exposto aos segredos do Adir; e é uma parte inseparável do processo de integração", acrescentou. "Nós tratamos isso como uma distribuição de conhecimento; quando mais pessoas experimentam este avião especial, as decisões que tomamos terão um grande impacto na Força Aérea de Israel para os próximos anos, e será melhor".

A escolha do Esquadrão Negev para escoltar o Esquadrão Golden Eagle é uma escolha de grande importância, em comparação com outras plataformas da Força Aérea de Israel, pois seus aviões são os mais semelhantes ao Adir. Além disso, foi o primeiro esquadrão a integrar o F-16I em fevereiro de 2004. O fato de ser um esquadrão de aeronaves biplaces também é de grande importância para o processo de aprendizagem. "No Adir, realizamos muitas ações que os pilotos normalmente não fazem, mas os WSOs dos F-16I fazem diariamente. Estamos aproveitando esta oportunidade para aprender certas ações deles, que são cruciais para operar o Adir".

Apesar da cooperação resultante do desejo de treinar os pilotos do Golden Eagle, o elo especial dos esquadrões é uma via de mão dupla. "A maioria dos cenários que realizamos treinam os pilotos dos Sufa também", explicou o tenente-coronel Yotam. "Além disso, no longo prazo estou certo de que este esquadrão será o primeiro a desfrutar os frutos da mudança que o Adir vai trazer, que são relevantes para a quarta geração de aviões de caça também".


Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário