Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Aéreas aguardam notam para operação em Natal no período de reforma da pista


Com apenas três anos de uso, a pista principal do Aeroporto do Rio Grande do Norte já apresenta defeito. Isso tem gerado indignação no setor turístico e lamento entre passageiros. "É inaceitável", disse José Odécio, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hoteis no Rio Grande do Norte (Abih/RN), nesta semana. Além disso, não se sabe com precisão como será a logística para sair e entrar em Natal pelo ar, muito menos os novos preços das passagens, embora o setor tenha certeza de que vai aumentar. A certeza que existe é de que a reforma deve suspender os voos noturnos por 30 dias entre setembro e outubro deste ano. Esses meses juntos representaram 16% da movimentação do aeroporto em 2016.

Com as obras na pista, os pousos e decolagens serão transferidos na pista auxiliar das 6h da manhã às 18h.

Até agora, só a TAP Portugal confirmou que vai suspender os voos diretos em Natal e reforçar as operações em Recife neste período. A companhia aérea Azul informou que até a próxima quarta-feira (31) fará as mudanças na sua malha aérea para se adaptar ao período. As demais empresas que operam no Aeroporto potiguar disseram que estão avaliando a situação ou ainda não receberam o documento que oficializa a mudança. O Notam é um aviso com informação sobre condição, modificações de instalações, serviços, procedimentos e perigos relacionados às operações de voos.

O que dizem as companhias aéreas

Lufthansa: a empresa foi comunicada sobre a reforma da pista principal, mas aguarda a informação oficial por meio de documento específico (Notam) para avaliar a possibilidade de operação do voo de carga Natal – Frankfurt. O horário do voo é diurno.

Azul: até a próxima quarta-feira a companhia fará os ajustes na malha aérea para adequação ao período de reforma.

Avianca: está avaliando com as autoridades do aeroporto os impactos nos seus voos. A companhia informará com antecedências alterações na programação.

Gol: também não recebeu comunicação oficial por meio de notam. Dessa forma, segundo a assessoria de imprensa, os voos permanecem inalterados por enquanto. A companhia opera, entre outros voos, um noturno que liga o RN de forma direta à Buenos Aires.

Latam: está avaliando as mudanças necessárias e comunicará oportunamente eventuais alterações na programação de voos em Natal.

TAP: Em nota divulgada no dia 11 de maio, informou que em consequência das medidas de manutenção anunciadas pela empresa administradora do Aeroporto, suspenderá temporariamente os voos diretos envolvendo esse destino no período de 11 de setembro a 29 de outubro de 2017. A companhia disse não ter encontrado maneira de operar dentro das condições propostas pela administradora do aeroporto, por possuir operação baseada em aviões de grande porte. Além disso, o fato de ter seus voos com saídas no período noturno em Natal, as alternativas propostas dificultariam a interligação em Lisboa com toda a malha aérea da companhia na Europa e África.

Em relação aos clientes que já haviam feito suas reservas de voos ou possuam bilhetes emitidos para esse período, a companhia está preparando um reforço de sua operação em Recife para receber esses passageiros que fariam o seu embarque ou desembarque em Natal no período acima indicado. A empresa está definindo a forma como irá transportar os passageiros, entre as cidade de Natal e Recife. “Todos os clientes afetados, serão informados, logo que a TAP tenha esta definição”, disse.

A companhia também permitirá que os clientes façam alterações de data sem penalizações para quem preferir mudar sua viagem, assim como possibilitará também o reembolso do bilhete ao passageiro que preferir não realizar o voo. “A TAP reforça o seu compromisso com todos os seus usuários informando que a partir do dia 29 de Outubro, data em que as obras de manutenção já deverão ter sido concluídas, prevê voltar a operar seus voos diretos a partir de Natalaumentando, inclusive, o número de voos de três para quatro voos semanais”, disse.

Aeroporto do RN - Interdição e números

INTERDIÇÃO DA PISTA PRINCIPAL
Período: 10 de setembro a 10 de outubro de 2017.
Horário dos pousos e decolagens na pista auxiliar: 6h às 18h.

MOVIMENTO DURANTE O ANO
16% de todos os passageiros que circularam no aeroporto durante 2016 viajaram nos meses de setembro e outubro
16,49% das cargas que passaram pelo aeroporto em 2016 foram transportadas entre os meses de setembro e outubro

Setembro de 2016
7º mês do ano com maior número de passageiros (177 mil)
7º mês do ano com maior número de transporte de cargas (980 toneladas)

Outubro de 2016
5º mês com maior movimento de passageiros em 2016 (194 mil)
6º mês do ano com maior número de transporte de cargas (1 mil toneladas)

Movimentação

O período em que a pista principal será reformada está compreendido entre meses que, somados, representaram 16% de todos os voos feitos no ano de 2016. O mês de outubro teve a 5ª maior movimentação de passageiros entre os meses do ano passado. Com 194.478 passageiros, outubro só ficou atrás dos meses de alta estação turística: janeiro (300.674), dezembro (245.764), julho (202.993) e fevereiro (198.625). Os meses de maio (153.209) e abril (153.209) foram os que registram menos passageiros. Os dados estão no site do terminal potiguar.

Em relação às cargas, 16,49% de tudo que foi transportado em 2016 ocorreu em setembro e outubro. A soma desses dois meses resulta em 1,9 mil toneladas. Isoladamente, setembro foi o 7º mês com o maior volume de carga transportada com 900 toneladas.

Em outubro, o aeroporto movimentou 1 mil toneladas, assim, o mês teve a 6º maior volume de cargas no ano. Neste tipo de voo, os meses de junho (800 toneladas) e julho (861 toneladas) foram os menos movimentados.

Em 2016, o Aeroporto de alcançou a liderança nas exportações entre os terminais aeroviários do Nordeste. No total, as movimentações de carga ultrapassaram as 12 mil toneladas no ano.

Também não se sabe quanto essa liderança pode ser comprometida. Com partidas às terças e domingos, o voo Natal – Frankfurt (Alemanha) da Lufthansa é um dos mais importantes para a fruticultura potiguar. Por voo, o cargueiro MD-11F pode transportar 80 toneladas de produtos. A companhia informou que ainda não recebeu o Notam para avaliar a possibilidade de manutenção do voo. Atualmente, o horário da partida é no início da tarde.

Sobre a pista auxiliar, a assessoria de imprensa da Inframerica, consórcio que administra o aeroporto, informou que qualquer aeronave pode usá-la para pousar e decolar. Ainda segundo a administradora do Aeroporto, assim que houver novidades sobre este período as divulgará. As pistas do terminal foram construídas pelo Exército Brasileiro e repassadas ao consórcio Inframerica, responsável por construir os prédios que compõem o terminal. Em maio de 2014, iniciaram as operações.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário