Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Chuva de granizo em Istambul avaria aviões e piloto pousa sem visibilidade


Seg 31/7/2017 - Um fenômeno da supercélula com uma queda de 10° na temperatura aconteceu na Turquia no último dia 27 de Julho de 2017 e pelo menos 3 aeronaves que voavam no momento sofreram danos pelo granizo. O mais afetado foi um A320-200 da Atlasglobal da Ucrânia, matrícula UR-AJC que fazia o voo KK-1010 de Istambul para Ercan (Chipre) com 121 passageiros e seis tripulantes. Durante a subida a aeronave atravessou uma “parede” de granizo que destruiu o radome (o nariz onde fica a antena de radar e que é feito de fibra de vidro ou outro material compósito) e também causou danos aos dois parabrisas , deixando os pilotos sem visibilidade.
"Eu voo há 30 anos. Bom, você viu o avião pousar? Foi ok? Os passageiros estão vivos. É normal. Esta é a nossa confiabilidade profissional", explicou o piloto à mídia local. "Nosso localizador não mostrou o desastre temporal, por isso aconteceu. Foi difícil, mas o principal é que as pessoas estão vivas".


O outro incidente foi com um Airbus A321 da Turkish Airlines que fazia o trajeto contrário do AtlasGlobal, tendo saído de Ercan em direção a Istambul. Ele estava descendo quando atropelou o granizo e ficou assim:


O último foi um Boeing 737-800 da Pegasus Airlines que ia de Istambul para Viena (Áustria), durante a subida pegou o granizo e também danificou o radome, asas e parabrisas.

Condecoração

A façanha do ucraniano despertou o orgulho dos compatriotas. O embaixador da Ucrânia na Áustria, Olexander Scherba, compartilhou as fotos em seu Twitter e elogiou o pouso com "zero visibilidade". O presidente da Ucrânica, Petro Poroshenko, telefonou para parabenizar o comandante antes de condecorá-lo com a Ordem de Coragem. No voo, passageiros aplaudiram o pouso bem sucedido na pista molhada.

Granizo

O incidente ocorreu apenas dez minutos depois da decolagem, em um voo da companhia aérea turca AtlasGlobal. A aeronave tinha destino a Erkan, no Chipre. No momento da emergência, o aeroporto de Ataturk estava fechado para pousos por conta do mau tempo. Mas a urgência abriu uma exceção para o piloto Alexander Akopov. A tempestade durou 20 minutos e levou o caos a Istambul, com carros submersos e focos de incêndio em vários pontos da cidade.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário