Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Anac autoriza Gol a operar sistema que diminui tempo de voos no Rio


Sistema reduz trajeto entre Santos Dumont e Congonhas em 8 minutos.
Tecnologia vai reduzir fechamento do aeroporto em dias de mau tempo.

Guilherme BritoDo G1 Rio
1 comentário
De acordo com o secretário nacional de Navegação Aérea, Juliano Norman, a empresa aérea Gol foi a primeira habilitada a usar o RNP-AR-Approach, um sistema de performance de navegação aérea que vai reduzir o tempo de viagem de outros aeroportos até o Santos Dumont, a partir de segunda- feira (1º).  Esse sistema, segundo o secretário, vai diminuir o ruído dos pousos e decolagens, economizar combustível e reduzir o número de vezes que o aeroporto fica fechado por mau tempo.
O sistema será utilizado inicialmente no Santos Dumont para depois ser expandido para outros aeroportos do pais. A medida foi anunciada em entrevista coletiva no Santos Dumont nesta quinta-feira (28) na presença do ministro da Aviação Civil Moreira Franco, de representantes da Infraero e com a participação do secretario municipal de transportes do Rio, Carlos Roberto
Osório. Segundo o ministro Moreira Franco, outras companhias aéreas devem se adequar às normas e treinar funcionários para usufruir desse sistema, que já começou a ser usado na Europa e nos Estados Unidos.
O objetivo é dinamizar a circulação dos voos da Gol e das outras companhias que passem a utilizar o sistema. De acordo com dados da Secretaria de Aviação Civil, o tempo gasto por um voo que parte do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para o Santos Dumont passará de 44 para 36 minutos. Outros trajetos que devem ter diminuição potencial de tempo de voo são: Brasília - Santos Dumont, com menos 8,5 minutos; Cumbica - Santos Dumont, com 7 minutos, e voos que partem de Campinas para o Rio, com 8 minutos e 30 segundos a menos.
A Secretaria de Aviação Civil espera diminuir significativamente as horas por ano que o aeroporto fica fechado para pousos e decolagens devido ao mau tempo. "Em 2012, o Santos Dumont ficou fechado cerca de 46 horas por causa da falta de visibilidade. A ideia é reduzir esse dado para 4 horas por ano", comentou Norman.
Em relação à diminuição do uso de combustível, o ministro da Aviação Civil acredita que isso pode desencorajar o aumento das tarifas das passagens aéreas. "Diminuir o uso de combustível vai ser bom para o meio ambiente, com a redução de emissão de gases poluentes, e também não estimula o aumento das tarifas", explicou Franco, que não deu mais detalhes sobre uma possível mudança de preços no setor.
Como funciona
Mapa de ilustração das rotas de avião  (Foto: Guilherme Brito/ G1)Mapa de ilustração das rotas de avião
atualmente
(Foto: Guilherme Brito/ G1)
A tecnologia requer a instalação de dispositivos específicos na aeronave, treinamento da tripulação e adequação do controle da navegação aérea para ampliar a precisão das operações de descida.
Atualmente, as aeronaves são guiadas por sinais enviados por antenas em terra, o que obriga a se aproximarem dessas estruturas, e torna a viagem "menos reta".  "Agora, os pilotos podem seguir orientações via satélite, com uma espécie de GPS. Ele vai poder descer mais perto do aeroporto, com menos desvios", disse Norman.
A partir da segunda quinzena de dezembro, Galeão, Guarulhos, Congonhas e Campinas também utilizarão o sistema de ponta, o que vai diminuir mais ainda o tempo de viagem entre os aeródromos.
Como ficará o trajeto dos aviões (Foto: Guilherme Brito/ G1)Como ficará o trajeto dos aviões (Foto: Guilherme Brito/ G1)
Compartilhar no Google Plus

Sobre RADAR AEREO

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário