Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Morre Joe Sutter, o "pai do Boeing 747"



Joe Sutter, que foi apelidado de "Pai do 747" pela National Air and Space Museum Smithsonian, morre aos 95 de idade. O ex-engenheiro-chefe da concepção do Boeing 747, Sutter é creditado por conduzir o nascimento do primeiro avião widebody que inaugurou a era das viagens aéreas em massa.

Nascido em 21 de Março de 1921, Sutter era filho de um imigrante esloveno que trabalhava na indústria de embalagem de carne de Seattle. Fascinado pela aviação, Sutter trabalhou na linha de produção da Boeing em tempo parcial para pagar seu primeiro semestre de engenharia aeronáutica na Universidade de Washington.

Na sequência de estudos do pós-guerra na escola de engenharia de aviação da Marinha os EUA, Sutter aceitou trabalhar como engenheiro na Boeing.

Entre outras aeronaves, Sutter também esteve associado (precisamente no design da asa) do 727, primeiro jato de curta distância da Boeing. Trabalhando com o lendário designer da Boeing Jack Steiner na configuração do 737, Sutter tomou a decisão crucial de colocar os motores sob a asa, "onde elas pertenciam", ao invés da cauda. Sutter e Steiner receberam US$50 cada pela patente sobre o "baby Boeing", Sutter pela posição do motor e Steiner pela decisão de fazer a cabine larga de seis assentos em par.

Onde elas pertenciam

Sutter será mais lembrado, no entanto, por ter liderado o projeto do 747, de 1965 em diante. A secção transversal, que era grande o suficiente para acomodar 10 assentos com dois corredores, foi desenhada em torno do espaço necessário para acomodar duas paletes de carga no convés principal. A decisão de fazer a nova aeronave capaz de transportar carga também levou ao posicionamento da plataforma de vôo acima do convés principal, criando famosa plataforma "superior humped" do 747.

Nos anos posteriores na Boeing, trabalhou como vice-presidente de operações e desenvolvimento de produtos, e mais tarde vice-presidente executivo de engenharia e desenvolvimento de produtos, Sutter estave envolvido no desenvolvimento de ambos os bem sucedidos modelos 757 e 767. Em 1985 Sutter recebeu a Medalha Nacional de Tecnologia dos EUA do presidente Ronald Reagan e em 1986 ele se aposentou do trabalho em tempo integral na Boeing após uma carreira de quatro décadas.


Sutter também serviu na comissão presidencial que investigou a explosão do ônibus espacial Challenger, em 1986, e continuou a trabalhar como consultor para a Boeing até 2016. Ele estava envolvido com a evolução do 747, como o 747-400 e 747-8, e por muitos anos continuou a visitar as companhias aéreas e discutir as suas necessidades futuras, particularmente na região da Ásia-Pacífico.




Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário