Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Avião da FAB utiliza equipamento de infravermelhos para localizar embarcação


Um avião de patrulha P-3AM da Força Aérea Brasileira (FAB), do Esquadrão Orungan, localizou, no sábado (03) o catamarã Don Diego III que estava com problemas em suas máquinas a cerca de 40 quilômetros de distância de Porto Seguro, na Bahia, publicou nesta terça-feira (6) a Agência da Força Aérea. A embarcação havia partido de Salvador (BA) e tinha como previsão de chegada ao Rio de Janeiro o dia 30 de novembro.

A missão foi coordenada pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento de Recife (Salvaero), unidade operacional do Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III) responsável pela coordenação das missões de busca a aeronaves e embarcações na região nordeste do país.

Após as informações passadas pelo Salvaero, no início da noite da sexta-feira (02), as buscas foram imediatamente iniciadas. A primeira decolagem ocorreu à 0h30, horário de Brasília. A localização do veleiro foi confirmada pela aeronave através do sistema radar e FLIR (Forward Looking Infra-Red), poucas horas depois da segunda decolagem, permitindo o contato visual às 9h15. Por rádio, os pilotos da aeronave conseguiram contato com os tripulantes da embarcação e puderam confirmar que estavam bem.

“Graças aos modernos sensores da aeronave é possível a localização de embarcações inclusive no período noturno. Se não fossem esses equipamentos, teríamos que esperar até o amanhecer para iniciar as buscas. O FLIR, por meio do modo termal, nos proporciona uma visão noturna, sendo possível localizar o objeto através da temperatura emitida por ele”, explica o Tenente Claudio Henrique Falcão dos Santos, operador radar do P-3.

O P-3AM se manteve na área até as 11h30, quando a lancha de pesca esportiva Shotgun aproximou-se na área, auxiliando no reboque da embarcação até Porto Seguro.

“É importante participar de uma missão dessa natureza e ajudar as pessoas. Para nós, a localização dessa embarcação é o retorno de um bom trabalho realizado com treinamento e emprego dos meios modernos embarcados na aeronave”, complementa o Tenente Falcão.

FLIR

O FLIR (do inglês “Forward Looking Infra-Red”) ou sensor de visão frontal infravermelha, é um dispositivo que detecta a radiação infravermelha emitida por objetos “quentes” , ou seja, que emitem ondas de radiação infravermelha. O sistema recebe energia térmica emitida para formar, com a ajuda de um processador digital, imagens tridimensionais dos objetos observados, criando uma espécie de “retrato térmico” em tempo real.

Esse tipo de sistema é tipicamente utilizado na aviação militar em missões noturnas ou de baixa visibilidade como busca e salvamento, patrulhas, vigilância, reconhecimento ou em combate, onde foi utilizado pela primeira vez ainda na Guerra do Vietnã.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário