Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Embraer altera entrada de serviço do E175-E2 de 2020 para 2021


A Embraer informou nesta quinta-feira que revisou sua projeção inicial de certificação e entrada em serviço do E175-E2 de 2020 até 2021.

"O reescalonamento é baseado no interesse continuado do atual jato E175 pelo mercado norte-americano", a empresa disse em um comunicado.

Mas também reflete as negociações recentes entre as companhias aéreas dos EUA e os sindicatos de pilotos que deixaram inalteradas as restrições máximas de peso de decolagem para aviões de 76 assentos nas "cláusulas de escopo" relevantes.

"A próxima rodada de negociações entre as principais companhias aéreas dos EUA e seus respectivos sindicatosde  piloto está programada para ocorrer em 2019, momento em que tais restrições podem ser revisadas", disse a Embraer.

Sindicatos de pilotos estão negociando para manter a cláusula de escopo em contratos de trabalho que restringe aviões mais pesados ​​do que 86.000 libras (39.009 kg) e com mais de 76 assentos de ser voado em rotas regionais. Isso efetivamente protege os trabalhos dos piloto bem pagos, pois impede que as operadoras usem aviões maiores.

A recusa dos pilotos para aprovar jatos regionais mais pesados ​​é um problema para o E175-E2 da Embraer e o jato MRJ90 da Mitsubishi, programados para serem entregues em meados de 2018, os quais excedem o limite de peso atual.

Os prazos esperados de certificação e entrada em serviço de outros modelos da Embraer na mesma família de aeronaves, o E190 E2 e o E195 E2, permaneceram inalterados e devem ocorrer no primeiro semestre de 2018 e 2019, respectivamente.

A Embraer informou que a carteira de pedidos de aeronaves da família E2 também permanece inalterada, com 272 pedidos firmes e 275 opções.

Fonte: Reuters

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário