Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Airbus A380 começa a operar neste domingo em Guarulhos


A Emirates quer aproveitar uma lacuna deixada no país pela Etihad — empresa que também realiza voos para Dubai mas encerra suas atividades no Brasil neste sábado (25) —, além de suprir uma carência de viagens para a Ásia, em constante aumento via Oriente Médio. “O investimento em uma aeronave dessas é muito alto. Por isso, deve-se ter certeza da demanda”, diz o comandante Miguel Dau, diretor de operações do Aeroporto de Guarulhos.


O voo EK261, parte de Dubai (DXB) todos os dias às 8h35 e chega em São Paulo (GRU) às 16h30. O voo de retorno, EK262, parte de São Paulo (GRU) a 1h25 e pousa em Dubai (DXB) às 22h55. A viagem leva, em média, catorze horas e meia.

No caso da classe econômica, a cabine espaçosa — mais ampla que a do Boeing 747-800, da Lufthansa, até então o maior avião comercial em serviço regular em São Paulo — garante poltronas grandes e com maior vão entre elas. As regalias mais notáveis, é claro, ficam para os passageiros da executiva e da primeira classe.

Em pesquisa realizada no último dia 22 sobre um voo no dia 31, as passagens custavam 4 653 reais na econômica, 22 733 reais na executiva e 44 272 reais na primeira classe.

A operação diária do Superjumbo só foi possível graças às reformas realizadas nas pistas de Cumbica. Após oito meses de obra, as faixas expandiram- se 15 metros, totalizando 75 metros de largura.

Desde então, conseguem receber simultaneamente até cinco aviões de código F, ou seja, superjatos como o A380 e o cargueiro Antonov An-225, o maior de sua categoria no mundo. Em novembro do ano passado, o Antonov desceu em Cumbica. Transportava um transformador de 150 toneladas com destino a Santiago, no Chile.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário