Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Boeing é convocada para construir “avião espacial” XS-1


A agência de projetos e pesquisas avançadas dos Estados Unidos, a DARPA, escolheu a Boeing para construir o XS-1, um “avião espacial” experimental e o primeiro de uma nova classe capaz de alcançar velocidade hipersônicas. O objetivo do projeto é criar um veículo capaz de viajar até o espaço sem o auxílio de um grande foguete, o que permitiria reduzir significativamente os custos necessários para colocar um satélite em órbita.

“O XS-1 não seria nem um avião tradicional nem um veículo de lançamento convencional, mas sim uma combinação dos dois, com o objetivo de reduzir em até 10 vezes os custos de lançamento e substituir o tempo de espera atual com o lançamento sob demanda”, disse Jess Sponable, gerente do programa DARPA.

O programa XS-1 prevê o desenvolvimento de veículo não tripulado totalmente reutilizável, com tamanho semelhante ao de um jato executivo, que decolaria verticalmente como um foguete e voaria a velocidades hipersônicas. O termo hipersônico usado quando um objeto se descola acima da faixa de mach 5, ou mais de 6.000 km/h.

O avião espacial da Boeing, no entanto, será ainda mais rápido do que isso. O grupo pretende levar a aeronave a velocidade superiores a mach 10, ou mais de 12.300 km/h.

Fim dos foguetes

Como explica a DARPA, o veículo seria lançado sem propulsores externos, como um foguete. Ao atingir uma altitude suborbital elevada, um impulsionador liberaria uma fase superior descartável capaz de implantar um satélite de 1.360 lg em órbita. O primeiro estágio reutilizável retornaria à Terra, aterrissando horizontalmente como um avião, podendo ser preparado para o próximo voo, potencialmente dentro de horas.

A DARPA e a Boeing estão planejando testes em vo com o XS-1, voando 10 vezes em 10 dias, com um vôo final adicional transportando o sistema de carga útil. De acordo com o comunicado da agência de pesquisas, os primeiros voos de demonstração começam em 2019.

Outro objetivo do programa é encorajar o setor de lançamento comercial a adotar abordagens, processos e tecnologias semelhantes às usadas no XS-1, facilitando as necessidades espaciais, militares e comerciais, durante o século XXI. A agência, acostumada a projetos secretos, inclusive adiantou que vai liberar os dados dos testes com o novo sistema para todas entidades comerciais interessadas nessa área de pesquisa.

“Estamos muito satisfeitos por ver essa capacidade verdadeiramente futurista se aproximando da realidade”, disse Brad Tousley, diretor de tecnologia tática da DARPA (TTO), que supervisiona o XS-1. “Esse programa é importante para atender às necessidades críticas do Departamento de Defesa e poderia ajudar a abrir a porta para uma série de oportunidades comerciais de próxima geração”, completou.



Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário