Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Airbus e Azul lançam 1º centro de treinamento do Airbus A320neo no Brasil


Qui 8/6/2017 - A Airbus estreou nesta quinta-feira (8), em parceria com a Azul, o seu primeiro centro de treinamento na América do Sul, o Airbus Brazil Training Centre (ABTC). O centro treinará pilotos tanto da Azul quanto de outras aéreas para conduzir as aeronaves da família A320, inclusive o recente A320neo, e é sediado pela Universidade da Azul (Uniazul), em Campinas (SP), próximo ao aeroporto de Viracopos, onde fica o hub da aérea.

O complexo é o mesmo que recebeu, no ano passado, o simulador do A320neo, que opera desde novembro e já realizou cerca de 2,1 mil horas de treinamento. A expectativa é que o novo centro seja capaz de formar 600 pilotos por ano.

Segundo da fabricante na América Latina (o primeiro foi inaugurado recentemente na Cidade do México), o novo centro faz parte de um acordo de 12 anos assinado em 2016 entre Azul e Airbus, que prevê, com o simulador e o ABTC, a realização de mais de 70 mil horas de treinamento até o término do contrato.

Anteriormente, para se pilotar alguma aeronave da família A320, era necessário que os pilotos fossem até algum dos centros nos demais continentes. “Até três anos atrás, achávamos que todas as aéreas mandariam seus pilotos para nossos centros na Europa para realizar o treinamento dos A320. Estávamos errados. Logo, decidimos que o melhor seria levar os centros até regiões estratégicas ao redor do globo, e com o novo ABTC do Brasil, chegamos a 12 unidades no mundo todo”, comemorou o vice-presidente global dos Centros de Treinamentos e Serviços aos Clientes da Airbus, Fabrice Hamel.

Resultado de investimento de “algumas dezenas de milhões de dólares” exclusivamente da Airbus, Hamel explica ainda que a inauguração ajudará a sustentar a expansão do mercado aéreo na América Latina, que segundo a Airbus Global Market Forecast, deve crescer ao menos 5% anualmente nos próximos 20 anos, e para isso precisará de pelo menos mais 80 mil pilotos e técnicos para suprir a demanda nesse período.

Estiveram presentes ainda no evento de inauguração o VP de Vendas da Airbus para América Latina e Caribe, Arturo Barreira; o presidente da Azul Linhas Aéreas, Antonoaldo Neves, e o diretor da Agência Nacional de Aviação Civil, Ricardo Bezerra.

PRIORIDADE, MAS NÃO EXCLUSIVIDADE

Utilizando o espaço da Uniazul, a Airbus concedeu, no acordo, prioridade para a aérea brasileira na utilização das vagas de treinamento de capacitação de pilotos para o A320.

Porém, enquanto a Azul não tiver demanda para ocupar todas as horas de treino oferecidas pelo centro, a Airbus, que será a responsável por comandar os treinamentos, abre espaço para que outras aéreas do continente realizem aulas no local. “No momento já temos, além da Azul, mas dois clientes: a Avianca Brasil, que já iniciou treinos no local, e uma pequena escola de aviação da região”, explicou Hamel.

“No quesito operações, as aéreas brasileiras são muito cooperativas, e não vemos problemas em concorrentes vindo treinar seus pilotos nas instalações do nosso complexo”, explicou Antonoaldo Neves, ressaltando que a segurança vem antes da economia. “Claro que nosso objetivo é que, um dia, nossa demanda ocupe todas as horas de treinamento, utilizando nossa preferência de uso”, acrescentou o presidente da Azul.

Neves abriu ainda a possibilidade de que no futuro sejam realizados também treinamentos para o A330 ou até para o A350 no ABTC, mas “por enquanto não”.

MAIS A320NEO

Questionado se mais A320neo devem chegar, Neves deixou claro que ainda é cedo em falar em mais encomendas da nova aeronave, mas revelou que do pedido de 63 unidades, 8 já chegaram, e até o final do ano serão 11.

TREINAMENTO

Segundo Fabrice Hamel, o treinamento segue os padrões mundiais necessários para pilotar uma aeronave A320, e requer que os pilotos já tenham experiência em grandes aeronaves, de ao menos duas turbinas.

“Com duração de cinco semanas, o treinamento reúne uma semana de curso on-line, para ensinar sobre os sistemas; duas semanas no pequeno simulador Airbus Procedure Trainer (APT) e, por fim, nas duas últimas semanas, eles vão para o Full Flight Simulator, que simula experiências em vida real, onde utilizarão os comandos e procedimentos aprendidos. Um teste é realizado ao final, onde o piloto é ou não aprovado para pilotar nossas aeronaves”, resumiu o VP de treinamento da Airbus.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário