Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Boeing lança oficialmente o 737 MAX 10, o maior 737 já projetado


Seg 19/6/2017 - A Boeing não perdeu tempo nesta segunda-feira (19/06) e logo nas primeiras horas do evento Paris Air Show já realizou o lançamento do 737 MAX 10, com várias encomendas de estreia da aeronave.

“As companhias aéreas queriam uma opção melhorada e maior no grande segmento narrow-body, com as vantagens operacionais da família 737 MAX. Adicionando o 737 MAX 10, os nossos clientes terão maior flexibilidade no mercado, proporcionando a capacidade de alcance, eficiência de combustível e confiabilidade da família 737 MAX”, disse o Presidente e CEO da Boeing Commercial Airplanes, Kevin McAllister.

A Boeing relatou no evento de lançamento da nova aeronave que ela tem custos por voo e por passageiro/assento 5% menores em comparação com o A321neo da Airbus.

Inicialmente 240 pedidos foram realizados por 10 clientes, e isso pode ser considerado um sucesso para o lançamento da aeronave, visto que a Boeing decidiu lançar o 737 MAX 10 por causa do amplo mercado que a Airbus ganhou com o A321neo, pois o 737 MAX 9 não conseguia concorrer em capacidade e alcance com a aeronave da fabricante francesa. Mais encomendas serão anunciadas nesta semana, de acordo com a Boeing.

O COO da Airbus, John Leahy, não gostou nada do lançamento e afirmou que mesmo assim o A321neo leva 10 passageiros a mais e tem 1600 km a mais de autonomia na versão LR.

Mudanças e Alterações

O novo 737 MAX 10 tem 1,68 metros a mais do que o MAX 9, e está planejado para operar com o mesmo motor que equipará o 737 MAX 9, inclusive com o mesmo empuxo (28 mil lbs). A Boeing assumiu que mudará o trem de pouso para acomodar a fuselagem com maior tamanho e evitar problemas operacionais, como o tailstrike.

Mudar o trem de pouso no Boeing 737 MAX é um grande problema, o compartimento atual está no limite de engenharia do 737 MAX, para isso a Boeing precisou testar várias configurações para definir qual têm a maior confiabilidade e custo/benefício para essa nova aeronave da família 737, a escolhida foi aumentar o curso do amortecedor do trem de pouso, assim a aeronave ganha esse aumento sem alterar a engenharia interna.

Com esse aumento de 2 seções na fuselagem a Boeing seria capaz de adicionar mais 2 fileiras de assentos em classe econômica, dessa forma a anterior capacidade máxima do 737 MAX 9 para 220 passageiros, passaria para 230 passageiros, ou 189 passageiros em duas classes no 737 MAX 10, sendo que o A321neo transporta 193 na mesma configuração.

A Boeing também realizou uma alteração nas saídas de emergência, para garantir a certificação de segurança da aeronave, além de alterar o desenho da asa para reduzir o arrasto em baixa velocidade, e assim garantir melhor desempenho de pouso e decolagem.

Primeiras encomendas


O primeiro cliente da aeronave foi a empresa de leasing operacional GECAS, que se comprometeu com 20 encomendas. A GECAS pertence à General Eletric (GE) e tem no total 170 encomendas para a família 737 MAX.

Em seguida a BOC Aviation, outra empresa de leasing operacional, anunciou mais 10 encomendas para o 737 MAX 10. No total a BOC tem mais de 300 encomendas para o 737 MAX 10.

Em seguida a CDB Aviation Lease Finance fez uma mega encomenda, com 42 aviões 737 MAX 8, 10 do modelo 737 MAX 10 e oito 787-9 Dreamliner, com valor total avaliado em US$ 7,4 bilhões.

O primeiro grupo formado por companhias aéreas fez sua encomenda logo após as 3 empresas de leasing, o TUI Group encomendou 18 aeronaves 737 MAX 10, através de conversão de encomendas a partir de outros modelos do Boeing 737 MAX. No total o grupo tem 70 pedidos para aeronaves da família 737 MAX.

A Tibet Financial Leasing encomendou 20 aeronaves da família 737 MAX, sendo elas do modelo MAX 8 e MAX 10.

A SpiceJets, uma companhia aérea indiana, encomendou 40 aeronaves 737 MAX 10 nesta manhã, com um acordo que pode ter valor de até US$ 4,7 Bilhões.

Perto do final desta manhã (horário de Brasília), a Lion Air anunciou uma encomenda para 50 jatos 737 MAX 10, com valor total de US$ 6,24 bilhões. A companhia tem 201 encomendas para aeronaves da família 737 MAX.

Com todas essas encomendas a Boeing já consegue pagar o custo de desenvolvimento da aeronave, que foi cotado por especialistas entre 1 a 2 bilhões de dólares.

Comunalidade e encomendas


Como os outros modelos 737 MAX da Boeing, o 737 MAX 10 incorpora a tecnologia dos motores CFM International LEAP-1B, os novos winglets, bem como o Sky Interior e o novo cockpit semelhante ao 787.

O 737 MAX continua sendo o avião mais vendido na história das aeronaves comerciais da Boeing, acumulando mais de 3700 pedidos até o momento em todas as 4 versões.



Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário