Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Brasil, Colômbia e Peru iniciam o Exercício Multinacional Amazonas I


Sex 23/6/2017 - A cerimônia de abertura do Exercício Multinacional Amazonas I foi realizada nessa segunda-feira (19/06), na Base Aérea de Santa Clara da Força Aérea Peruana, na cidade de Iquitos, no Peru. O objetivo do exercício, que envolve as Forças Aéreas Peruana, Brasileira e Colombiana, é simular um alvo que atravessa o espaço aéreo dos países participantes e será interceptado por aviões de combate e plataformas de monitoramento.

A coordenação entre as três nações é o foco do treinamento, o qual envolverá cerca de 200 militares. O exercício multinacional vai até o dia 23 de junho. Autoridades das três Forças Aéreas discursaram e apresentaram as atividades que serão realizadas durante o exercício.

“Esse exercício é mais uma oportunidade para estreitarmos laços com as Forças Aéreas da Colômbia e Peru. Será mais um aprendizado para compartilharmos”, destacou o Chefe do Estado-Maior Conjunto do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), Major-Brigadeiro do Ar Ricardo Cesar Mangrich.

O Comandante de Operações da Força Aérea Peruana, Tenente-General Raúl Hoyos de Vinatea, enfatizou que esse é um passo a mais para as três forças. “Esse treinamento é mais um aprendizado que teremos para combater o tráfego ilícito de aeronaves em nossa fronteira. Com a troca de informações, coordenação e de aprendizado não tenho dúvidas que teremos um resultado eficaz”, destacou.

Para o Chefe de Operações Aéreas da Força Aérea Colombiana, General Jorge Tadeo Borbon Fernandez, esse exercício é de extrema importância. "Aprenderemos com o Brasil e o Peru os seus conhecimentos aéreos e operacionais. Esperamos apresentar resultados positivos”, enfatizou.

Intercâmbio

O Exercício Amazonas I promoverá intercâmbio de militares. Uma dupla de piloto e controlador de tráfego aéreo da Força Aérea Brasileira (FAB) acompanhará a atuação do Peru e, outra dupla, da Colômbia.

A ideia é conhecer como o sistema de controle de tráfego aéreo dos dois países se comporta, quando uma aeronave suspeita é identificada nos radares e como os pilotos de defesa aérea cumprem as missões.

O Tenente Emmanuel de Oliveira Novaes, da FAB, será um dos pilotos que fará o intercâmbio. “As expectativas são as melhores. Poder aprender e compartilhar conhecimento com outras forças é muito importante para podermos trabalhar juntos em missões", pontua.

A FAB empregará as aeronaves C-98A, SC-105, H-60, A-29 (interceptador), C-105, além de meios de detecção e comunicação. O destaque vai para o E-99, aeronave que realizará vigilância e controle aéreo durante o exercício.

A Força Aérea Peruana disporá dos seguintes meios aéreos: A-37 e KT-1P, como interceptadores; C-26B (aeronave chamada “de seguimiento”, que sobrevoa o alvo em preparação à chegada do caça), TC-690B e DHC6/PC-6, que serão o “alvo”; DHC-6-400 e C-27J (transporte) e os seguintes para emprego na busca e salvamento: Bell 212/ Bell 412/ MI-171.

Já a Força Aérea da Colômbia usará o SR-560 como alvo, A-29 como interceptador, King-350, C-295, C-212/208 para transporte de pessoal e um UH-60. Em caso de acidente ou incidente aeronáutico, cada país atuará na Busca e Salvamento dentro de seu território.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário