Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Video: Interceptação do B-1B feita por Su-27 russo vista de dentro do bombardeiro da USAF


Ter 13/6/2017 - No sábado (10), a Força Aérea dos Estados Unidos liberou as imagens de um caça russo Su-27 interceptando pelo menos 2 B-1Bs e 1 B-52 da Força Aérea dos EUA. Hoje, a revista Air Forces Monthly divulgou o vídeo feito de dentro de um B-1B que mostra a aproximação do Su-27 durante a interceptação.

A aeronave Su-27 Flanker se aproxima do B-1B “Bone” pelo lado direito, voa bem próximo da cabine de comando e em seguida passa por baixo do nariz do Lancer. O caça russo acompanhou os bombardeiros norte americanos durante o exercício BALTOPS (Baltic Operations) que está sendo realizado sobre o Mar Báltico. Além do B-1B que filmou o Su-27, estavam na formação outro B-1B Lancer, um B-52H e um KC-135R Stratotanker.

O BALTOPS, um evento de treinamento multinacional, tem foco nas missões navais, e começou em 1972, na região próxima da fronteira russa.

O ministério russo informou que o Su-27 se aproximou a uma distância segura, identificou a aeronave como um bombardeiro estratégico americano B-1B e escoltou ele até alterado o curso e depois dele se afastar da área de fronteira russa.

Desde a semana passada, a Força Aérea dos EUA transferiu para Europa vários bombardeiros estratégicos, B-1B, B-2 e B-52H, que participarão de vários exercícios dentro do Comando Central dos EUA na Europa.

O contingente dos EUA durante o exercício BALTOPS nas operações do Báltic compreendeu três B-52Hs da Base Aérea de Barksdale, Louisiana, três B-1Bs da Base Aérea de Ellsworth, Dakota do Sul e dois B-2A Spirit da Base Aérea de Whiteman, Missouri.

“O fato de que as forças da OTAN estão convergindo perto das fronteiras da Rússia e realizando exercícios militares apoiados por bombardeiros estratégicos dos EUA capazes de transportar armas nucleares dificilmente ajudará a diminuir as tensões na Europa”, disse Mikhail Ulyanov, diretor do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

Uma declaração do exército dos EUA afirmou que o exercício estava ocorrendo dentro do espaço aéreo internacional.

“Podemos confirmar que os bombardeiros B-52H e B-1B da Força Aérea dos EUA estavam operando no espaço aéreo internacional, mas não temos informações para fornecer neste momento sobre o comportamento das aeronaves russas”, disse o porta-voz da Força Aérea, o coronel Patrick Ryder.

De acordo com o pessoal da AFM, o Flanker no vídeo é um Su-27P (RF-33748, ‘92 Vermelho’, b/n 36911031104) pertencente ao Esquadrão de Aviação de Caça da Base de Aviação 72 da Aviação Naval da Frota do Báltico, com sede na Base Aérea de Chkalovsk, na região de Kaliningrado.




Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário