Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Brasil anuncia pacote simplificado de regulamentação para companhias aéreas


Espera-se que o Brasil anuncie detalhes na próxima semana de um ato que irá simplificar algumas das complexas regras de regulamentação que atualmente impõe às companhias aéreas do país.

O Brasil está no que foi descrito como uma "tempestade perfeita" de crise política e econômica que afetou não apenas a indústria brasileira de transporte aéreo, onde a capacidade doméstica caiu 12% e internacional 4%, mas também impactou a economia latino-americana Indústria aeronáutica, devido ao tamanho e importância regional do Brasil.

O vice-presidente regional da IATA, Peter Cerda fez uma exposição sobre a situação no dia 8 de dezembro na sede da organização em Genebra.

Ele explicou que o Banco Central do Brasil prevê uma taxa de crescimento negativo de -3,8% para 2016 ea taxa de desemprego do país é de 11,3%. No entanto, espera-se que a demanda de passageiros aéreos na região seja mais do que o dobro, passando de 97,8 milhões em 2015 para 167,7 milhões em 2035 e, se atendida, levaria a aviação a apoiar 1,8 milhão de empregos e contribuindo com US $ 72,3 bilhões para o PIB.

Apesar desses potenciais benefícios econômicos e sociais, o Brasil se tornou um dos países mais caros e difíceis para as companhias aéreas fazerem negócios. O custo do combustível doméstico chega a 50% a mais no Brasil do que em outros países, o que torna difícil para as companhias aéreas locais competir com seus rivais internacionais, disse Cerda. As companhias aéreas brasileiras também são pressionadas por regulamentações burocráticas, complicadas e dispendiosas que abrangem desde atrasos, independentemente de a companhia aérea estar com culpa, manuseio de bagagem e reclamações de clientes.

Cerda explicou que a IATA realizou um dia de aviação no Brasil para comunicar como esses custos e regulamentos estão prejudicando a capacidade das companhias aéreas de competir e crescer. A IATA também, a partir de 2017, localizará um representante permanente em Brasília para ajudar a comunicar as necessidades e o potencial da aviação aos funcionários do governo.

Mas há otimismo de que o alívio mais imediato e significativo poderia vir em um novo conjunto de regulamentos de aviação a ser anunciado em 13 de dezembro e que iria colocar essas regras mais em consonância com as normas da ICAO.

Cerda disse que detalhes do pacote de regulamentos refinados ainda não são conhecidos, mas disse que se espera que seja uma "regulação mais inteligente" e disse que o governo brasileiro e autoridades reguladoras "reconheceram as questões que levantaram e indicaram que serão mais felizes do que na semana passada. Estamos otimistas, embora não esperemos que todos os pedidos sejam atendidos nesta rodada. "

Cerda acrescentou que os governos latino-americanos precisavam "acordar e tomar uma atitude pró-ativa" na aviação, porque novos aviões de longo alcance como o Airbus A350 estavam permitindo que companhias aéreas do Oriente Médio e da Ásia lançassem vôos diretos para a América do Sul. A nova competição também veio de uma onda de novas operadoras de baixo custo na região, bem como de companhias norte-americanas financeiramente saudáveis.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário