Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

As melhores companhias aéreas do mundo


Todos os anos, a consultoria Skytrax elege as melhores empresas aéreas do mundo. Em 2016, os três primeiros lugares do "Oscar" da indústria da aviação foram para Emirates, Qatar Airways e Singapore Airlines.

#1: Emirates

Fundada em 1985 e com base em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a empresa tem uma frota de 255 aeronaves, incluindo o número recorde de 92 Airbus A380 – o maior avião de passageiros do mundo. A empresa, que voa para 154 destinos em 83 países, trocará o Boeing 777 usado na rota para São Paulo por A380. Além do prêmio de melhor empresa aérea, ela ganhou o de melhor entretenimento de bordo.

#2: Qatar Airways

Com sede em Doha, a Qatar Airways é a empresa aérea nacional do Catar. Fundada em 1997, ela oferece mais de 150 destinos e tem 192 aviões de passageiros e carga. Ela recebeu o prêmio de melhor companhia aérea da Skytrax em 2011, 2012 e 2015 e, em 2016, entre outras premiações, ficou com a de melhor classe executiva. A companhia voa para São Paulo e também atenderá o Rio de Janeiro em 2017.

#3: Singapore Airlines

A empresa aérea nacional de Cingapura tem 103 aviões em sua frota e voa para mais de 60 destinos em 35 países. Ela recebeu em 2016 o prêmio de melhor empresa aérea na Ásia e, ainda, o de melhor poltrona de classe executiva. Por causa da crise econômica brasileira, a companhia deixou de voar entre São Paulo e Cingapura, via Barcelona, no dia 20 de outubro de 2016.

#55: Azul Linhas Aéreas

A Azul ficou na 55ª colocação no ranking de 100 empresas. Ela recebeu o prêmio de melhor low-cost da América do Sul e, ainda, de melhor equipe de funcionários da América de Sul. A empresa planeja avançar mais ainda no mercado internacional: além de já voar para Lisboa, Fort Lauderdale, Orlando, Montevidéu e Caiena, a empresa estreará frequências para Buenos Aires e Santa Cruz de la Sierra.

#57: Latam Brasil

No ranking das 100 melhores do "Oscar" da indústria da aviação mundial, a Latam Brasil (em 2016 ainda TAM) ficou na 57ª posição. A empresa, a maior do Brasil no mercado internacional, pretende criar um hub no Nordeste para voos internacionais, possivelmente para os EUA, Europa e América do Sul. Na disputa estão três estados: Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário