Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Gol reduz prejuízo no 4º trimestre e encerra 2016 com lucro


A companhia aérea Gol registrou prejuízo líquido de R$ 30,2 milhões no quarto trimestre, reduzindo em 97,3% as perdas de R$ 1,13 bilhão apuradas em igual período de 2015. A companhia foi beneficiada por redução de despesas com arrendamento de aeronaves e queda nos preços de combustíveis, além de uma melhora do resultado financeiro.

A receita líquida somou R$ 2,66 bilhões no trimestre, com alta de 0,5% na comparação anual, segundo a empresa, devido principalmente ao aumento de 19% na tarifa média, compensando redução de 18,8% na disponibilidade de assentos.

O total de custos e despesas operacionais recuou 10,1% na base anual, a R$ 2,47 bilhões entre outubro e dezembro. A despesa com combustível caiu 22%, a R$ 678,7 milhões, principalmente devido ao preço 12,7% menor do petróleo em reais e ao volume de consumo 10,7% menor. O gasto com arrendamento de aeronaves recuou 68,1% no trimestre, somando R$ 120,4 milhões, devido ao efeito de renegociações de contratos em 2016.

Com essa relevante redução de custos e despesas, a Gol passou de um prejuízo operacional de R$ 95,3 milhões no quarto trimestre de 2015, a um lucro operacional de R$ 198,2 milhões de outubro a dezembro do ano passado.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 21,7 milhões no quarto trimestre de 2015, a R$ 320,1 ao fim do ano passado, com margem Ebitda de 12%, comparada a 0,8% um ano antes.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação, amortização e leasing (Ebitdar) cresceu 10,4% na comparação, chegando a R$ 440,5 milhões no quarto trimestre.

Além da melhora operacional, a Gol também registrou relevante contribuição da linha financeira, devido à menor dívida de curto prazo no ano e à valorização do real frente ao dólar.
A despesa financeira líquida foi de R$ 163,3 milhões no quarto trimestre, ante R$ 710,7 milhões negativos um ano antes, redução de 77%. A despesa com Imposto de Renda caiu 80%, a R$ 64,8 milhões.

A dívida líquida ajustada da Gol, que considera dívida mais despesas com arrendamento operacional, foi de R$ 12,2 bilhões no quarto trimestre, ante R$ 13,97 bilhões o fim de setembro, queda de 12,7%.

A alavancagem medida pela relação entre dívida líquida ajustada e Ebitdar ficou em 5,7 vezes em dezembro, contra 6,7 vezes no terceiro trimestre, redução de 1 ponto percentual.

No acumulado de 2016, o lucro líquido da Gol foi de R$ 1,1 bilhão, revertendo prejuízo de R$ 4,29 bilhões em 2015. A receita líquida somou R$ 9,87 bilhões no ano passado, alta de 0,9%. Conforme a companhia aérea, a receita do ano passado foi recorde, graças à reestruturação da malha aérea realizada em maio.

A Gol encerrou 2016 com patrimônio líquido negativo em R$ 3,356 bilhões — queda de 22,3% ante o resultado negativo de R$ 4,322 bilhões contabilizado no ano anterior, segundo dados consolidados.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário