Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Novo caça brasileiro irá voar pela primeira vez no segundo trimestre


A fabricante sueca Saab confirmou que o primeiro voo do novo modelo do caça Gripen, adquirido pelas Forças Aéreas do país escandinavo e do Brasil, irá voar no segundo trimestre.

Segundo o responsável pelo projeto do Gripen no Brasil, Mikael Franzén, o modelo E, de um lugar, está em fase avançada de testes em solo.

Em apresentação durante feira de defesa no Rio, ele mostrou fotos de pedaços de fuselagem do primeiro dos 36 modelos que foram comprados por 39,3 bilhões de coroas suecas (R$ 13,4 bilhões no câmbio desta terça, 4) pelo Brasil em 2013 -o pagamento se estenderá por mais de 20 anos.

Ele está sendo produzido em Linkoping, na Suécia. Outros cinco aviões serão feitos lá antes de a linha da Embraer em Gavião Peixoto estar pronta para produzir os restantes sob a batuta da Saab.

Em São Bernardo do Campo, a empresa sueca está contratando cerca de 250 funcionários para fabricar, após um treinamento que leva entre um e dois anos, asas, cone da cauda, freios aerodinâmicos e partes da fuselagem do caça. A intenção é que a empresa use partes brasileiras em modelos vendidos na Suécia e eventuais outros clientes externos.

Na apresentação também foi divulgado que a Força Aérea sueca encomendou US$ 360 milhões em mísseis antinavio RBS-15, a serem entregues em nove anos. A Saab gostaria de vender o modelo ao Brasil, que tem carência no setor, mas as Forças Armadas possuem um projeto local de fabricação do mesmo tipo de arma, ainda em desenvolvimento.

Outro entrave na área naval é a versão marítima do caça, o Sea Gripen. Após 12 meses, engenheiros da Embraer e da Saab concluíram em dezembro o desenho das muitas alterações necessárias para que o aparelho pouse e decole em porta-aviões, só que no começo deste ano a Marinha do Brasil aposentou o seu navio do tipo. O modelo aposta suas fichas em um contrato potencial na Índia.

Por outro lado, o time sueco-brasileiro encerrou a fase de desenho do Gripen F, a versão de dois lugares para treinamento do caça. É um modelo exclusivo do Brasil por ora, já que a Suécia usa versões mais antigas do Gripen com dois lugares para treino. Ele será entregue provavelmente mais ao fim do contrato, que prevê a chegada do primeiro avião em 2019 e a do último, em 2024.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário