Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Novo terminal do aeroporto de Florianópolis deve ficar pronto no 2° semestre de 2019


Representantes da Zurich Airports, empresa suíça que venceu o leilão de concessão do aeroporto de Florianópolis, se reuniram com o governador Raimundo Colombo na manhã desta quinta-feira para tratar do futuro da construção no Sul da Ilha. Na saída do encontro, eles garantiram que o novo terminal deve ser finalizado no segundo semestre de 2019, com um investimento inicial de aproximadamente R$ 500 milhões, embora tenham salientado que trata-se de um prazo "desafiador".

De acordo Martin Fernandez, diretor de investimentos da companhia, os suíços saíram mais aliviados da reunião após Colombo ter garantido que o acesso ficará pronto a tempo.

— Estamos muito contentes com essas conversas iniciais. Para nós, preocupava (a questão do acesso), mas ficamos mais confortáveis após o governador e sua equipe dizerem que vão fazer "até o impossível" para entregar a obra a tempo. O governo nos garantiu — disse.

Entre julho e agosto desse ano, deve ser assinada oficialmente a concessão. A partir dessa data, os suíços têm 26 meses para entregar a nova estrutura. A Zurich passará a ser a responsável pelo Aeroporto Hercílio Luz em 1º de janeiro de 2018. Sobre o atual terminal, Fernandez afirmou que ele tem carências conhecidas e que "teremos que conviver com isso pelos próximos dois anos".

— Se vamos fazer um novo terminal, acho que todas as pessoas têm a consciência de que não podemos fazer um investimento grande. Teremos esse investimento grande do outro lado da pista (onde será edificada a nova estrutura) — afirmou.

O diretor da Zurich ainda reafirmou que a empresa fará um "aeroporto de classe mundial" em Florianópolis e que os futuros passageiros terão uma diferença de experiência significativa: serão pelo menos dez pontes de embarque (fingers). Fernandez também crê em uma expansão do número de voos que pousam e saem do Hercílio Luz, tanto nacionais quanto internacionais. Apesar disso, a Zurich se mantém atenta ao cenário econômico nacional e afirma que nova expansão do terminal vai depender do aumento da demanda.

— Nós trabalhamos com múltiplos cenários — concluiu Fernandez.

Acesso garantido

Também presente na reunião, o secretário estadual de Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro, afirmou que o governo trabalha com duas hipóteses para o trecho ainda não licitado da obra de acesso ao novo terminal. A primeira opção, que depende de licenças ambientais, seria contornar o loteamento no bairro Carianos e fazer a estrada beirando o mangue. Caso o ICMBio e a Fatma não aceitem, a segunda opção seria fazer o caminho por meio das casas, o que aumentaria o custo da obra em aproximadamente R$ 68 milhões em função das desapropriações. Qualquer que seja o traçado, Vampiro garante que a obra será entregue a tempo:

— É um compromisso que nós temos. Temos a responsabilidade de entregar essa obra entre 18 e 20 meses a partir da assinatura da concessão (no meio desse ano).

A obra do acesso está dividida em três lotes, que somam aproximadamente sete quilômetros. Tanto o primeiro trecho, que liga o trevo da Seta até o trevo de acesso ao estádio da Ressacada, quanto o terceiro, na chegada ao novo terminal, estão bastante adiantados e devem ser finalizados com antecedência. No caso do primeiro trecho, o secretário acredita que a obra possa ser entregue até o final deste ano. A grande incógnita é o segundo trecho, de 2,7 quilômetros, que sequer foi licitado.



Ainda segundo Vampiro, o governador autorizou a criação de um grupo de trabalho para tratar da infraestrutura básica para o novo terminal. A partir do próximo mês, três representantes da Zurich passarão a morar em Florianópolis para acompanhar e conversar com o governo sobre o assunto.

Histórico da obra

A Infraero, atual administradora do aeroporto, chegou a iniciar a obra do novo terminal, mas rompeu com a construtora Espaço Aberto em 2014 e decidiu não retomá-las no ano seguinte por conta da perspectiva da concessão da estrutura para a iniciativa privada.
Segundo Fernandez, a Zurich reaproveitará o que for possível da obra não finalizada. O novo terminal terá 66 mil metros quadrados, divididos em dois pavimentos. Atualmente, o aeroporto de Florianópolis movimenta entre 3 e 4 milhões de passageiros anualmente. A expectativa é que esse número possa triplicar nos próximos 30 anos — período da concessão.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário