Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Air France-KLM querem iniciar operações da low-cost Boost ainda em 2017


Seg 5/6/2017 - A companhia low-cost será criada para enfrentar a dura concorrência das congêneres do Oriente Médio como Emirates, Qatar e Etihad. Com o projeto, o grupo franco-holandês será capaz de retomar a força internacional e, ao mesmo tempo, “defender” a malha aérea alimentadora de seu hubs com menores preços. Nesta semana, foram divulgados mais detalhes sobre o início das operações da Boost.

O que sabemos é que a Boost inicia suas operações no inverno boreal (hemisfério norte) deste ano, ou seja, no último trimestre de 2017, com planos de operar cerca de 10% dos voos da Air France até 2020. Para o grupo aéreo europeu, a Boost será uma ferramenta para capturar viajantes de diversos segmentos, especificamente no mercado dos Millenials, para “retomar a ofensividade e concorrência nas rotas internacionais”. A princípio, serão seis A321-200s na frota, que terá 11 unidades até meados de 2018. Até 2021, a companhia receberá A320s, A321s, A340s e A350s.

A Boost terá contratos de wet-leasing com a Air France envolvendo 18 aeronaves de médio e longo porte até 2018 e mais 10 aeronaves até 2020. Para as operações de médio porte, a low-cost irá operar em diversos hubs para alimentar suas rotas propostas. Para a estratégia de voos de longa distância, o grupo planeja uma mistura de destinos asiáticos para atuar.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário