Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Airbus realiza primeiro voo com helicóptero autônomo


A Airbus Helicopters iniciou neste mês os primeiros ensaios de voo autônomos com um helicóptero, o demonstrador VSR700 Optionally Piloted Vehicle (OPV). O projeto é um pedido para um veículo aéreo não-tripulado militar, encomendado pela marinha da França. O desenvolvimento da aeronave é realizado em conjunto com a fabricante francesa Hélicoptères Guimbal.

Como explicou a divisão da Airbus, o modelo testado é uma prévia do primeiro protótipo, que deve voar somente em 2018. A aeronave de demonstração utilizada nos primeiros ensaios é uma adaptação não-tripulada do pequeno helicóptero Cabri G2, fabricando pela Guibal.

“Estamos satisfeitos por ter alcançado esse marco apenas oito meses depois de começar a trabalhar no projeto”, disse Regis Antomarchi, diretor do programa VSR700 da Airbus Helicopters. “O OPV é capaz de decolar de forma autônoma, pairar e executar vôo e manobras estabilizadas. Isso nos ajudará a amadurecer as tecnologias associadas ao voo autônomo e confirmar a adequação da plataforma Cabri G2 para o VSR700, antes do primeiro voo do protótipo no próximo ano “, acrescentou.

A primeira fase testes de voo com o aparelho ainda é realizado com um piloto a bordo do OPV. Também foram realizados ensaios no mar, com o apoio de uma fragata da marinha francesa.

Segundo a Airbus, o VSR700 será capaz de transportar uma ampla variedade de equipamentos de missão com uma capacidade máxima de até 250 kg. Dependendo da operação, sua permanência pode exceder 10 horas.

A fabricante ainda afirma que o modelo autônomo terá um custo operacional muito menor que o de um helicóptero convencional, não só graças ao seu motor de baixo consumo movido a diesel, mas também porque requer menos recursos e menos mão-de-obra para operá-lo e mantê-lo.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário