Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Aeroporto de Chapecó passa a ter nível 6 e vai poder receber aeronaves maiores


Sab 16/9/2017 - O Aeroporto de Chapecó está pronto para ser enquadrado em uma nova categoria. A elevação do nível do aeródromo de cinco para seis dependia de uma série de investimentos e muito trabalho, principalmente por parte das autoridades políticas.

A conquista, que deve ser homologada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) nas próximas semanas, é resultado da união de esforços dos governos municipal, estadual e federal.

A categoria atual limita o aeroporto a 900 operações por trimestre. Com a mudança, as companhias Gol, Azul e Avianca, que já operam no local, poderão utilizar aeronaves maiores e ampliar as rotas de voos, aumentando a oferta na região.

A categoria seis também deverá atrair novas companhias, que inclusive já manifestaram interesse em operar em Chapecó, como a TAM, por exemplo.
Investimentos

A administração municipal de Chapecó investiu mais de R$ 1 milhão em equipamentos de proteção individual e equipamentos de proteção respiratória, num total de cerca de 200 itens para uso dos bombeiros militares.

O prefeito Luciano Buligon ainda articulou junto à Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) um novo caminhão de combate a incêndio e salvamento. O efetivo do Corpo de Bombeiros também foi ampliado no aeroporto, saltando de nove para 23 militares. Todas as adequações agora serão documentadas e remetidas à Anac para avaliação e homologação da nova categoria.

“É a união de esforços que está permitindo que possamos prosseguir. Eu quero agradecer o trabalho do comando do Corpo de Bombeiros, que nos ajudou a vencer essa dificuldade, e agradecer cada um dos militares pela disposição e compromisso em abraçar essa causa. O aeroporto de Chapecó é de toda a região e vai continuar crescendo”, disse o prefeito.
Dezenas de voos semanais

O local hoje tem três companhias operando e cerca de 45 voos comerciais semanais. O Aeroporto de Chapecó atende um raio de 300 municípios do Oeste de Santa Catarina, Sudoeste do Paraná e Noroeste do Rio Grande do Sul, compreendendo uma população de dois milhões de habitantes. Aproximadamente 35 mil pessoas utilizam o aeródromo mensalmente, entre embarques e desembarques.

“Agora o nosso grande desafio é a ampliação do Terminal de Cargas e Passageiros, que também irá melhorar a estrutura física da Sessão de Combate a Incêndios. Já temos um projeto viável que possibilitará dobrar a área física que temos hoje. Dez milhões de reais já foram sinalizados pela SAC. Estamos no aguardo para firmar o convênio e poder licitar a obra”, concluiu o prefeito Luciano Buligon.

Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário