Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Greve de funcionários cancela ao menos 43 voos na Argentina


Sex 13/102/107 - Ao menos 43 voos das empresas Aerolíneas Argentinas e Austral foram cancelados na manhã edsta sexta-feira (13) na Argentina por conta de uma greve convocada pelos seus funcionários. Os voos partiriam do aeroporto metropolitano de Jorge Newbery e do aeroporto internacional de Ezeiza, mas os aviões não decolaram para que os trabalhadores realizassem uma assembleia para discutir um aumento salarial.

Embora os voos tenham começado a sair depois das 9h, no horário locao, ainda havia linhas muito longas no terminal aéreo para reprogramar as viagens.

De acordo com o jornal argetino Clarín, pelo menos cinco alianças aeronáuticas se reuniram e rejeitaram a proposta de um aumento de 16% e exigem um aumento salarial de 26% para 2018.

No aeroporto de Jorge Newbery, todos os voos da Aerolíneas Argentinas com horários de partida entre 6h10 e 9h50, no horário local, foram cancelados.

De acordo com o presidente da Aerolíneas Argentinas, Mario Dell'Acqua, será muito difícil que todos os vôos possam ser reprogramados no fim de semana.

Já no aeroporto de Ezeiza, as decolagens da Aerolíneas Argentinas também foram gravemente afetados.

Os voos que estavam programados para depois das 6h30 até as 9h, no horário local, estavam com sinalização de atrasado ou pedia que os passageiros entrassem em contato com a empresa.

Embora ainda não tenha sido anunciada nenhuma greve, a medida da força foi efetivamente realizada. Os trabalhadores da Aerolíneas Argentinas e Austral fizeram uma paralisação depois das 6h e deixaram de trabalhar para assistir às reuniões sindicais.

Por meio de um comunicado, a Aerolíneas Argentinas disse que "todas as nossas operações estão sendo afetadas por uma medida sindical".

Ainda de acordo com a empresa, "a atenção no call center, contadores, consultas em redes sociais e escritórios é limitada".

Em caso de eventuais problemas, a empresa orienta que os passageiros acessem o site da companhia para ter informações atualizadas.

Para os passageiros afetados pelos cancelamentos ou atrasos, a Aerolíneas Argentinas está mudando a data de embarque sem custo ou cobrança de diferença de taxa, mantendo a rota original e a cabine, para voar até 14 de novembro de 2017.

Para os que desistirem de decolar, a empresa está garantindo "100% de retorno da passagem não utilizada". A devolução do valor da passagem pode ser feito pelo site da empresa.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário