Welter Mesquita Vaz. Tecnologia do Blogger.

Números do 1° trimestre de 2017 das empresas nacionais


A Azul Linhas Aéreas e a Avianca Brasil foram as únicas empresas que apresentaram crescimento no volume de passageiros transportados no primeiro trimestre de 2017 comparado com o mesmo período de 2016.

A Avianca Brasil foi a que apresentou maior crescimento, com 10,58% comparado com o primeiro trimestre de 2016. seguida da Azul, com 8,82%. Das nacionais que operam voos regulares, apresentaram retração as empresas Latam Airlines Brasil, com -7,06%, seguida da Gol com -7,24%, MAP Linhas Aéreas com -11,08% e Passaredo com -41,27%.

A Total Linhas Aéreas opera voos fretados na região norte do Brasil, mesmo assim apresentou queda de -25,83%. Até o ano passado a Flyways e a Sete Linhas Aéreas operavam em rotas menores específicas, mas encerraram suas operações.

Para o exterior, das quatro empresas brasileiras que operam rotas para outros países, apenas a Gol apresentou número inferior ao de 2016, com queda de 3,34%. O destaque ficou com a Avianca Brasil, acréscimo de 57,22% no período, seguido por Azul, com 17,6% e Latam com 13,16%.

No consolidado, no primeiro trimestre de 2017 foi transportado ao todo 24.699.742 passageiros contra 25.114.364 passageiros do mesmo período do ano anterior, com queda de -1,65%. Os destaques, no geral, ficaram com a Avianca Brasil, com acréscimo de 10,61% no volume, seguida pela Azul com 9,06%. Todas as demais empresas tiveram desempenho inferior ao de 2016, no primeiro trimestre. Desconsideramos a Abaeté por não ser uma empresa de voos regulares.

No transporte de carga o cenário é totalmente diferente!! Houve crescimento de 6,74% do volume de carga paga transportada no primeiro trimestre de 2017 comparado ao mesmo período de 2016. Algumas notas relevantes devemos considerar, como por exemplo a paralisação das operações da Colt e da Sterna, esta última após o acidente no pouso de sua única aeronave, no final de 2016 em Recife. Fatos positivos relevantes para Sideral Air Cargo, que vem assumindo posição de destaque no segmento, com a incorporação de aeronaves da Rio linhas Aéreas, que está suspendendo suas operações no transporte de carga para os correios e a Total Linhas Aéreas, com quase 160% de acréscimo no volume. A Avianca Brasil e a Latam, utilizando-se de carga de porão em suas aeronaves de passageiros, também apresentaram crescimento, de 29,41% e 16,36% respectivamente. A Absa, atual Latam Cargo Brasil, apesar do bom número, registrou queda de 7%.

Finalizando nossa análise, o volume de transporte de carga para os Correios, que é uma operação licitada, apresentou queda expressiva de -27,96% no primeiro trimestre de 2017 comparado com o mesmo período de 2016. Foram quase 7 milhões de quilos a menos!! Destaques positivos para a Latam e a Sideral, com crescimentos de 90,3% e 41,48% respectivamente. Do lado negativo a suspenção das atividades da Colt, Rio Linhas Aéreas e Sterna. A Absa não transportou nenhum volume neste primeiro trimestre para os correios, o que sugere o término do contrato, fato que ainda estamos apurando.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Alexandre Marques

Notícias, radar e escuta ao vivo, matérias e cobertura de eventos aeronáuticos.
    Comentar - Blogger
    Comentar - Facebook

0 comentários:

Postar um comentário